terça-feira, 29 de março de 2011

Passeio de Domingo - A descida brutal no monte Morfeu!

Estava eu no meio de uma descida brutal, daquelas que transformam “os Bttistas” em seres um pouco estranhos, mas que servem de justificação para as lycras e os collants e a lama e o pó…Os nós dos dedos estavam a começar a acusar o desconforto da posição das mãos sobre os travões. As pernas aqueciam sob a constante tensão a que obrigava o “senta/levanta” do selim, tentando compensar a inclinação da bicicleta, rompendo monte abaixo, chicoteado por ervas e giestas que cortavam a pele dos braços e pernas.

Acordei!

Eram sete da manhã e o despertador tocou num “toca a levantar e vai vestir as lycras pá!”

Ui! Já deve estar alguém a pé! Que barulheira! - Ensonado fui à janela observar a “meteorologia in loco”- bem melhor do que a “meteorologia informática” que mostra sempre as mesmas nuvens brancas com 3 gotas azuis e ficamos sem saber se será novamente o El Niño ou se apenas serão aguaceiros: - Que Raio! Cadé a paisagem? E que barulho é este? - Interroguei-me.

As 4 horas de sono, resumidas a 3 pela mudança de hora (maldito equinócio da Primavera, tinhas de calhar ao Sábado) estariam a fazer das suas? Esfreguei os órgãos da visão numa tentativa de clarear as coisas – Nada disso! A imagem monocromática do exterior em tons de cinzento confirmava a primeira impressão: tecto de nuvens baixíssimo e uma película cinzenta por todo o campo de visão. Arregalei os olhos e apurei os sentidos: O barulho é a chuva!

Pensei para comigo: Dasse! – Fiquei chateado!

E como que por magia, foi nessa ocasião que o cansaço e o sono me bateram como uma moca manipulada pelo Obelix! - Vou avisar que hoje não dá! – Resolvi eu.

Enviei sms, recebi sms, reenviei sms e tornei a receber sms, conversa meio tola do qual não me recordo muito bem mas que deu em “até amanhã”… Boa! Tenho bilhete para a cama novamente.

Olhei de novo para a janela e por pouco não ficava tipo gato Garfield agarrado à vidraça, como naqueles automóveis em que o simpático felino por vezes passeia, tal era o sono. Dei meia volta e pus-me a caminho do quarto.

Passei pelas lycras alinhadas, preparadas para a aventura do pedal, ansiosas pela saída. Sorri-lhes e murmurei: - Hoje não!

Deitei-me, puxei os cobertores, fechei os olhos e suspirei. A chuva, anteriormente um barulho esquisito era agora uma bela canção de embalar.

Vieram-me à mente os meus colegas, especialmente aqueles que já de collans se preparavam para a molha: Tolinhos! E adormeci…

Voltei à descida Brutal. Conseguia perceber que mais à frente se aproximava a grande velocidade uma pedra, que pelas dimensões me poderia trazer problemas.ZZZZZZZZZZZZZZZZZ

Resumindo: Este Domingo não andei de bicicleta, mas sonhei com isso que me fartei! :)

Abraços

Crónica domingueira, debaixo de chuva.

Mais um domingo, mais uma aventura.
Desta vez a chuva começou logo de manhãzinha a fazer mossa nos tapa furQs, com inúmeras "violações aos estatutos", pois o Filipe, o Pedro e o Zé Costa, das bandas de Viana, o Angelo e o Isá, os barquenses, e o limiano Viana, não compareceram à chamada! 
O Zé Duarte já tinha avisado que não poderia comparecer, por motivos familiares.

Alinharam então à partida o Alone e o Agostinho, os anfitriões, e os arcoenses Paulino e Miguel.
Cabia a vez aos limianos organizarem o percurso e assim, às 8:00 horas como combinado, começou mais uma volta domingueira.
O percurso foi até ao alto da Labruja, seguindo o Caminho de Santiago, regressando depois pelas Pedras Finas, com um desvio pela serra.

Com o Allone Ranger a marcar o ritmo, como não poderia deixar de ser, e com a forma física num ascendente apenas comparado à escalada dos juros da dívida pública, fizemos a 1ª paragem aqui:

Capela da Sr.ª das Neves, Labruja. Note-se o ar compenetrado do Agostinho!
Depois do cafézinho do costume seguimos caminho, com a chuva a querer acompanhar-nos, mas não esmorecemos e partimos para uma das partes mais duras do Caminho, onde algumas vezes tivemos que ir a "penantes".
Eis uma das subidas que se mostrou irredutível, muito por culpa do terreno escorregadio, para além da inclinação, e que originou mais um momento de boa disposição:


Mais uma subida daquelas, e paramos num dos locais mais referenciados do Caminho, o cruzeiro a que chamam a cruz dos mortos:


                                                                                               


                                                                                                          

                                                                                              


                                                                                                    












Depois de chegados ao alto da Labruja dirigimo-nos em direcção à EN 201, percurso no qual, e mais uma vez, houve violação aos estatutos!!!
O Agostinho resolveu atirar-se para o chão, e apenas havia um elemento do tapa furQs para testemunhar tal acontecimento! Conta a testemunha, no caso o Miguel, que quando deu conta já ele estava literalmente de "pernas para o ar"! Sabemos que o Agostinho tem uma forma de pedalar muito peculiar, e eficaz, mas de pernas para o ar ainda não tinhamos visto!
 Desta vez o próprio confirmou-nos que foi mesmo uma queda, talvez por falta de reforço alimentar, razão pela qual logo de seguida paramos para um pequeno "snack", perdoem-me o estrangeirismo.

Já recompostos, caloricamente falando, resolvemos queimar tudo de seguida com uma subida ao monte cujo nome desconhecemos, e o google também não nos ajuda, que nos presenteou com a descida do dia, um estradão aberto, ao que julgamos, para a condução do gasoduto, e com uma inclinação que poderíamos descrever, utilizando uma das palavras preferidas do ausente Ang3lo: BRUTAL!!
As fotografias não lhe fazem justiça, foram tiradas no final da mesma, ainda as pernas do Alone teimavam em tremelicar.


A descida do dia, ao fundo. Foto tirada com os níveis de adrenalina ainda em alta!
Ah Valentes!
Dali continuamos a descida, com alguma cautela por causa do piso escorregadio, até encontrar novamente o Caminho de Santiago, já perto do Rio Labruja, regressando então a Ponte de Lima com chegada à  hora prevista.
Uma bela manhã, com alguma chuva é certo, mas quase perfeita, não fora a ausência dos demais companheiros.

sábado, 26 de março de 2011

II Raid do Facho em Roriz - BARCELOS

Um evento bem apelativo, até pelo prémio atribuído à equipa com mais participantes:


Um prémio feito à medida do tapa furQs BTT Clube :)

Mais informações AQUI: II Raid do Facho

segunda-feira, 21 de março de 2011

Parte II da última aventura Domingueira

E agora o pior:

Pois o pior foram as quedas! Aquela descida que nunca mais acabava, alcatifada de pedra e mais inclinada que o capacete do Zé Duarte, fez alguma mossa.
Os "muito experientes" Filipe e Alone (e não sei se também o Pedro) e o estreante Viana, não lograram fazer todo o percurso descendente sem pelo meio irem, como se diz, "às urtigas"!
Felizmente não houve danos de maior, que não os morais, pois que isto do orgulho do BTTista é coisa sensível!
Para a história ficam algumas negras e arranhões, coisa de pouca monta.


Atente-se nas palavras do Filipe: "Ouve! Atirei-me para o meio do mato!!"


Aqui, uma pequena paragem para o Viana se recompôr:


Já recompostos iniciámos nova subida, daquelas que prometem obrigar-nos a puxar pelos brios, quando os músculos da coxa do nosso estreante lhe pregaram uma partida.
Ainda não sabemos se foi o "vasto medial", o "recto femural" ou o "vasto lateral" (ou até mesmo todos) que acusaram o esforço, mas a verdade é que o Viana já não conseguia manter-se em cima da montada, e aquela subida não parecia nada meiga.
Resolveu-se atalhar pela estrada nacional, o Viana acompanhado pelo Alone Ranger, enquanto o resto da pandilha continuou serra acima, pois que um tapa furQs verga mas não quebra!
Infelizmente o pior estava para vir quando, já perto do destino e após uma descida, num local aparentemente sem qualquer armadilha, o Zé Duarte deu uma queda que, além de aparatosa, lhe trouxe uma boa dose de nódos negras e arranhões, para não dizer mais.
Após o susto, e minimamente recomposto(s), seguiram ao encontro do Alone e do Viana, que já os esperavam no destino.

Terminamos a crónica, que nunca foi tão longa, parafraseando as palavras do Zé Duarte (que não me vai levar a mal a inconfidência), já no final do dia:
"Todo dorido, arranhado, partido e o orgulho de rastos".
Ainda assim, e já no dia de hoje, o mesmo Zé Duarte, dorido, partido e arranhado, desabafava com os demais: "Apesar de tudo, passeio espectacular!"

domingo, 20 de março de 2011

Mais um Domingo, mais uma aventura... parte I

E que aventura!
Com algumas novidades e peripécias pelo meio.
Vamos então à crónica:
Hoje era um dia importante pois a mais recente aquisição do tapa furQs BTT Clube, o Viana, fazia a sua estreia.
Às 7:33, três minutos após a hora marcada, lá se apresentou o "caloiro", aguardando-o já o Alone e o Agostinho. Não fora ter tido um casamento no dia anterior, e podia já ali ser sancionado com a pena do pagamento de uma rodada de Favaios, pelo atraso.
Rumo à Montaria, e após um pequeno engano no percurso, lá chegamos ao ponto de encontro, em Meixedo, onde o resto da malta tapa furense nos aguardava (excepção feita ao Isá e ao Ang3lo, por motivos de força maior).
Uma palavra também para o Zé, que não o Duarte, que pela segunda vez compareceu à chamada.
Tomado o costumeiro cafezinho lá rumamos até à Capela da Srª das Neves, em Dem, onde tiramos a foto de grupo:


Foto tirada pela simpática devota da Sr.ª das Neves, de sua graça Cândida, e que, após solicitação do Paulino, acedeu a tirar-nos esta (e outras) foto de grupo. Para a Cândida, um grande bem haja.

Nota do autor: outra das peripécias foi o facto de o Agostinho ter estragado o fecho do jersey antes da saída de Ponte de Lima. Solução foi o Alone ter-lhe emprestado um dos seus, tamanho XXL, o qual caiu no Agostinho na perfeição, como se pode ver na fotografia, em pormenor. Em agradecimento, o Agostinho fez o favor de não cair, para não estragar a "camisola".

Até aqui nada a assinalar, com o Viana a dar bem conta de si, apenas com algum receio (justificado) nas (poucas) descidas.
Ainda na Sr.ª das Neves, o Alone resolveu tirar mais uma fotos:

 

 


   
 


















O Agostinho desce...

A alegria estampada no rosto, bem
representativa da boa disposição e
camaradagem, dentro do espírito tapa furQs



















... o Paulino sobe.  

Chama-se a atenção para a imagem que a seguir reproduzimos, considerada a foto do dia: Alone Ranger cai, parado, quando fazia pose para a fotografia!


Foto do dia, à falta de outras dos vários "malhos" protagonizados pelos tapa furQs.
Nota do autor: de notar a elevada pendente e o piso extremamente escorregadio, muito traiçoeiros, mesmo para o BTTista mais avisado!


O pior estava no entanto para vir...

sábado, 19 de março de 2011

O sobe e desce ao Sábado

Uma vez mais as agendas sociais dos Tapa FurQs andam desencontradas. A habitual saída em grupo teve de ser alterada, e dois dos seus elementos anteciparam para a tarde de Sábado o périplo “montanhista”. O resultado não poderia ter sido melhor: 25 Km de subidas íngremes (muitas vezes feitas ao lado das montadas que as pernas não dão para mais) e de trilhos excelentes para quem gosta de Natureza e bicicletas.

Isá a "trepar"!

Revisitados uns caminhos, descobertos outros tantos, tivemos como cereja no topo do bolo, uma excelente descida que mais parece uma estrada romana bem às portas de Ponte da Barca.

Fica desde já prometido lá voltarmos com o resto da pandilha, para que todos possam desfrutar do magnífico trilho.

Ang3lo a "pedantes"

Quanto aos dois Tapa FurQs, Isá e Ang3lo protagonistas deste périplo, relatam o cansaço e a fadiga do sobe e desce de hoje e a satisfação por contribuirmos para a limpeza (sim que isto não é só dar ao pedal!) de um dos trilhos que potenciava uma séria ameaça aos dropouts das maquinas.

Amanhã há mais com os restantes, por nós é tudo, que o esqueleto está dorido e precisa de retemperar forças.


A última subida: da mesa à boca :)

Saudações

Maratona de Ponte de Lima

3ª Edição da Maratona de Ponte de Lima.
Fica a sugestão.

Mais informações: Maratona de Ponte de Lima


quinta-feira, 17 de março de 2011

tapa furQs já está na frente na 4ª Rota da Laranja



As inscrições para a 4ª Rota da Laranja do Pedalares estão abertas até ao dia 1 de Maio, mas para já o tapa furQs BTT Clube é a equipa com maior nº de elementos inscritos neste evento, com 9 participações confirmadas!  


segunda-feira, 14 de março de 2011

Rescaldo do Passeio Domingueiro à Miranda/Corno do Bico

Domingo, dia 13 de Março.
Mais uma reunião do tapa furQs, desta feita com a presença de um convidado especial, o Vasco, homem habituado às lides BTTísticas, e que muito nos honrou ao ter aceite o convite para mais uma volta domingueira.
De lamentar a ausência de dois ilustres tapa fureirQs, o Ang3lo e o Isá, por motivos de força maior. Sorte a deles não estarem ainda aprovados os estatutos, ou teriam penalidade pela certa.
Ficou também adiada a estreia do putativo tapa furQs Viana, por motivos logísticos imprevistos: ao que consta tem uma bicla maior que o carro, logo a primeira não cabia no segundo e, como a chuva ameaçava, não dava para viajar de mala aberta. Fica então prometida a estreia para a próxima volta.
E por falar em chuva, sucede que a dita nos presenteou com a sua ausência, pelo que os agradecimentos a S. Pedro são devidos e prestados.
Palavra ainda para os manos Filipe e Pedro, as mais recentes aquisições, já bem integrados no espírito tapa furQs.

E quanto ao passeio?
Puxadinho quanto baste, foi um deleite revisitar alguns dos trilhos já conhecidos e conhecer outros, sempre enquadrados pelas belas paisagens da Miranda.
O Paulino foi o sicerone, e presenteou-nos com um percurso de rara beleza, mas que também não raras vezes nos obrigou a puxar pelos brios; apesar disso todos deram boa conta de si e na chamada final estavam todos presentes; uns encharcados em suor, outros frescos que nem alfaces, mas isso já é o habitual.

Como pontos altos destacamos: as paisagens e os trilhos (do mais belo que há), o brinde com o costumeiro Favaios, a queda do Agostinho, que afinal não contou já que não chegou a cair (segundo ele), ficou suspenso no ar, qual Tom Cruise em Missão Impossível (dizemos nós), pelo que se conclui que nos fica a dever uma.

Nota ainda: a) para a boa prestação do Vasco, não deixando os seus créditos por mãos alheias; b) para o rigor com que o Alone Ranger marcou a cadência e o ritmo da pedalada (tal como é seu apanágio), impedindo assim que os passeios acabem muito antes do meio-dia, permitindo que todos possam disfrutar das belas paisagens e ainda tirar algumas fotos para recordar (é um trabalho árduo, mas alguém tem de fazê-lo).

Aqui ficam as ditas (fotos):
* clicar na foto para ver em tamanho original.

Os tapa furQs presentes: Filipe, Pedro, Agostinho, Zé Duarte, Alone Ranger, Paulino e Miguel (da esq. p/ direita).
Nota do autor: agora que conseguimos que o Zé alinhasse o capacete com a linha do horizonte, começou a fazer trejeitos com a boca!

Aqui com o nosso convidado, o Vasco.
Nota do autor: destaque para a pose militar, à falta de melhor palavra, do Miguel! Impressionante!
 

Ainda que alguns possam questionar-se qual o propósito desta foto, e os mais incautos possam até concluir precipitadamente sobre a razão de tão desconforme posição ou pose do Zé Duarte, desde já se esclarece que tais preparos tinham por objectivo a obtenção do melhor ângulo para a realização da foto que segue:




 Um enquadramento original, ousado, numa palavra: espectacular! Como fica provado, a arte de fotografar obriga a alguma destreza física e sobretudo mental, ao alcance de poucos.
Apesar de menos espectacular, fica a foto junto à conhecida Cruz Vermelha, desta feita com melhor definição.

quinta-feira, 10 de março de 2011

tapa furQs e a Rota da Laranja

No próximo dia 8 de Maio realiza-se a 4ª Edição da Rota da Laranja, organizada pelo Pedalares Clube de BTT de Amares.
Alguns dos membros do tapa furQs BTT Clube haviam já participado em edições anteriores, dando boa nota do evento.
tapa furQs BTT Clube decidiu participar nesta 4ª edição, e assim dar o seu modesto contributo para mais esta festa do BTT.



Mais informações aqui:
4ª Rota da Laranja

quarta-feira, 9 de março de 2011

Domingo há volta na Miranda




O tapa furQs Paulino já definiu o percurso de Domingo.
Será na freguesia de Miranda, Arcos de Valdevez.
Paisagens de cortar a respiração e trilhos fantásticos.

terça-feira, 8 de março de 2011

tapa furQs e o Caminho de Santiago

Após o faustoso repasto que foi o jantar da noite anterior, os tapa furQs Agostinho e Alone, decidiram, ainda não tinham acabado a sobremesa, que todas aquelas calorias extra teriam que ser abatidas na manhã seguinte, e nada melhor que um passeio de BTT.
Se bem o pensaram melhor o fizeram!
Decidiu-se que seria uma boa oportunidade para fazer uma pequena incursão e reconhecimento do Caminho de Santiago, percurso que os tapa furQs planeiam percorrer, em peregrinação, muito em breve.
Assim, às 9:00 em ponto, já as "gingas" rodavam pelos trilhos e caminhos. Para a história ficam as fotos e o(s) vídeo(s), e a vontade ainda maior de cumprir o desígnio da pereginação até Santiago de Compostela em bicicleta.

sábado, 5 de março de 2011

Trilho dos Moinhos parte 2

Continuando com algumas fotos "apanhadas" na net, da nossa participação no fantástico passeio organizado pelos Amigos da Montanha em Barcelos no dia 05-03-2010










Ang3lo

Paulino






Agostinho



Alone Ranger Valente


A busca continuará até porque falta encontrar um registo do Zé Duarte.

Já agora, a titulo de curiosidade aqui deixamos os tempos e classificações dos Tapa FurQs participantes:

Nome - Classificação - Tempo
Agostinho - 325 - 2:33:27
Paulino - 359 - 2:37:24
Zé Duarte - 490 - 2:55:01
Ang3lo - 730 - 3:28:54
Valente - 731 - 3:29:01



Participação do tapa furQs no Trilho dos Moinhos

Aqui o Paulino, a grande velocidade, tornando impossível a focagem!
O Agostinho logo na cola.




Aqui o Ang3lo, em grande forma, dorsal 371.







*Fotos de: Galeria pública de Carlos Vale Nogueira 

quinta-feira, 3 de março de 2011

O Trilho dos Moinhos está aí.

É já no Sábado, e o tapa furQs BTT Clube vai participar com os dorsais:
Paulino: 190;
Angelo: 371;
Zé das Tornas: 372;
Miguel: 373;
Alone Ranger: 374 e
Agostinho: 375.


Aqui o gráfico de altimetria:






Panorâmica do percurso: